Angola registou 415 mortes por febre amarela num ano

Angola registou 415 mortes por febre-amarela desde Julho de 2017, segundo dados de um relatório divulgado hoje pelo Ministério da Saúde, citado pela imprensa brasileira.

 

Segundo o portal G1, foram confirmadas também 1.266 infeções pela doença neste período de um ano, entre julho de 2017 e o mesmo mês em 2018.

O ministério divulgou ainda que outros 1.232 casos estão a ser investigados pelas autoridades.

A região sudeste (que compreende os estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo) continua a registar o maior número de casos e de mortes, sendo que apenas um óbito ocorreu fora da região, no Distrito Federal (centro-oeste).

Este grande número de casos e mortes ocorreram porque antes de 2017 o vírus da febre-amarela não circulava na região sudeste. Também a vacina contra a doença era destinada a áreas endémicas, como a região norte do país.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com