Augusto Tomás “em liberdade” sob termo de identidade e residência

O antigo ministro  dos Transportes de Angola, Augusto Tomás, que está detido desde dia 21 de Setembro, em Luanda, por suposto envolvimento no desvio de fundos do Conselho Nacional de Carregadores vai hoje ser ouvido pela PGR.

Segundo o porta-voz dos Serviços Prisionais, Menezes  Cassoma, que falava aos microfones da Rádio Luanda, aventa-se a possibilidade de que antigo ministro conheça hoje a liberdade, sob termo de identidade e residência, fazendo um paralelismo com o que sucedeu com o presidente da FESA, Ismael Diego, arrolado no mesmo processo.

O antigo ministro dos Transportes faz parte da primeira vaga de detidos durante a governação de João Lourenço.

A exoneração de Augusto Tomás, antigo ministro da economia e finanças de Angola e na tutela dos transportes desde a presidência do ex-chefe de estado José Eduardo dos Santos, ocorreu em torno de uma polémica sobre uma anunciada parceria público-privada para a constituição de uma companhia aérea.

Na altura, João Lourenço declarou apenas, sem avançar mais pormenores, que a parceria não iria avançar.

“Não vai adiante, não vai sair, não vai acontecer, por se tratar de uma companhia Fictícia”, disse João Lourenço.

Sobre o conselho Nacional de Carregadores, a inspeção Geral do Estado já tinha anunciado este ano que estavam a decorrer investigações por alegada gestão danosa daquele órgão tutelado pelo Ministério dos Transportes.

 

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com