BAD aponta os caminhos das trocas intra-africanas

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) defendeu esta terça-feira que a gestão macro-económica salutar, políticas monetárias e fiscais coordenadas e taxas de câmbio estáveis são aspectos importantes para potenciar o investimento das empresas africanas no continente.

“Gestão macro-económica salutar, políticas fiscais e monetárias coordenadas e taxas de câmbio estáveis importam; a moldura regularia, fiscal, legal e empresarial também é importante”, lê-se no primeiro relatório do BAD sobre o comércio intra-africano, com o título ‘Africa to Africa Investment – A first look’.

De acordo com o documento, que antecede o Fórum de Investimento em África, que se vai realizar em Novembro, em Joanesburgo, “o ambiente global volátil mostra a importância de África reduzir a dependência dos investimentos com origem noutros continentes e de promover investimento intra-regional”.

No documento, a equipa liderada por Akinwumi Adesina escreve que “entre 2006 e 2016, os investimentos de raiz cresceram de quatro  para dez mil milhões de dólares, ao passo que o número de fusões e aquisições entre empresas africanas duplicou, passando de 238 negócios em 2006 para 418 em 2016”.

O Investimento Directo Estrangeiro (IDE) em África tem oscilado nos últimos cinco anos, tendo atingido o pico em 2013, com 74 mil milhões de dólares, mas depois diminui para 41 mil milhões no ano passado, tendo estado a recuar nos dois últimos, sendo que em 2017 a queda do IDE foi de 23 por cento.
“Com uma recuperação muito modesta prevista para este ano, esta tendência decrescente é uma preocupação de longo prazo para África, já que o IDE é fundamental para acelerar a industrialização e o desenvolvimento sustentável”, escrevem os autores.

 

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com