Bolsa da CPLP assinam Protocolo de Cooperação

A Bolsa de Dívida de Valores de Angola (BODIVA), foi chamada a participar no primeiro encontro das Bolsas da CPLP, no quadro da XII Cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que decorreu entre os dias 17 e 18 de Julho do Corrente ano, em Cabo Verde, Ilha do Sal.

O referido encontro potenciou uma aliança estratégica entre as Bolsas da CPLP e terminou na assinatura de um Protocolo de Cooperação.

O protocolo, agora celebrado entre a BODIVA, a Bolsa de Valores de Cabo Verde, a EURONEXT Lisboa e a Bolsa de Valores de Moçambique, tem como objectivo primordial estabelecer princípios que possibilitem o intercâmbio de informação entre as Bolsas, a partilha de soluções tecnológicas e regulamentares que possam auxiliar no crescimento do tecido empresarial local, bem como, o acesso aos investidores internacionais.

Os títulos do Tesouro passam a ter códigos internacionalmente reconhecidos A Bolsa de Dívida de Valores de Angola – Sociedade Gestora de Mercados regulamentados, S.A (“BODIVA”), comunica ao mercado que no dia 29 de Junho do corrente ano foi admitida como Membro Associado da Association of National Numbering Agencies (ANNA), associação internacional que tem como missão a padronização de códigos de identificação de valores mobiliários numa escala global.

Como Agência Nacional de Numeração, a BODIVA será responsável, em Angola, pela atribuição de códigos de identificação às emissões de valores mobiliários e instrumentos derivados, respeitando os padrões da Organização Internacional de Normas ISO – (International Organization for Standards).

Numa primeira fase, iniciando em Setembro deste ano, a BODIVA passará a emitir o código ISIN (International Securities Identification Number – Número Internacional de Identificação de Valores Mobiliários), padrão internacional usado para identificação única de instrumentos financeiros, incluindo acções, instrumentos de dívida e instrumentos derivados.

Através do ISIN emitido pela BODIVA será possível identificar aspectos como: (i) País de Emissão; (ii) Emitente; (iii) Características da Emissão. Na segunda fase, que terá início no final do ano, a BODIVA disponibilizará os códigos de identificação CFI (Classification of Financial Instruments – Classificação de Instrumentos Financeiros) e o FISN (Financial Instrument Short Name).

Ao assumir a responsabilidade de atribuir os códigos de identificação, a BODIVA atende apadrões rigorosos e detalhados sobre como registar e actualizar os Valores Mobiliários, procurando manter as exigências e as práticas sincronizadas com as mudanças das condições de mercado.

Por outro lado, este passo abre um canal para que entidades externas interessadas em Angola possam tem acesso a informação sobre os títulos disponíveis para negociação nos mercados BODIVA.

 

 

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com