Brent abre a semana em alta com ameaças entre americanos e sauditas (actualização)

O braço-de-ferro entre americanos e sauditas quanto ao jornalista desaparecido na Arábia Saudita pressiona o preço do Brent

O barril de petróleo Brent para entrega em Dezembro abriu esta segunda-feira em alta no mercado de futuros de Londres, cotado a  81,20 dólares, o que traduz uma variação de 0,91% em relação ao fecho da sessão anterior.

Às 12h00 de Luanda o preço do barril de Brent situava-se em 81,09 dólares, um ganho de 66 cêntimos (0,82%) face ao encerramento de sexta-feira.

O mercado admite uma margem de variação para  o preço durante  a negociação de hoje com o mínimo em 80,56 dólares e o máximo (o ponto de resistência) a 81,91 dólares.

O aumento da tensão entre a Arábia Saudita, o maior produtor da OPEP, e os Estados Unidos, em torno do desaparecimento de um jornalista no consulado da Arábia Saudita em Istambul deverá sustentar o preço nos níveis actuais ou mesmo empurra-lo para cima.

O presidente dos EUA disse que o seu país pode tomar “medidas muito, muito poderosas, muito fortes” contra o país caso se conclua que o regime foi responsável pelo desaparecimento de Jamal Khashoggi. Já a Arábia Saudita respondeu que está preparada para qualquer medida que lhe seja imposta, e que poderá retaliar com medidas ainda mais duras.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com