Britânicos estão interessados no intercâmbio parlamentar

A Grã-Bretanha quer cooperar com Angola em vários domínios, com destaque para a área  parlamentar.

A intenção foi manifestada ontem, em Luanda, pela enviada especial de Comércio da primei-ra-ministra britânica para Angola e Zâmbia, a baronesa Lindsay  Northover.

A enviada da Primeira-Ministra britânica, Teresa May, foi recebida ontem em audiência que lhe foi concedida pelo presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos. A baronesa sugeriu uma visita de deputados angolanos à Grã-Bretanha, para troca de experiências e reforço da cooperação no domínio parlamentar, bem como a definição de outras áreas de intercâmbio.

“É importante que deputados e entidades parlamentares trabalhem juntos sobre questões de nível mundial sobre assuntos como ambiente e migração”, disse. Lindsay Northover disse que, durante o encontro, foi defendida a necessidade de cooperação em matéria de formação em língua inglesa. “É uma língua comercial internacional, estamos dispostos a cooperar nesta área. Sabemos da vontade que Angola tem em formar quadros em língua inglesa”, disse.

Lindsay  Northover manifestou a sua satisfação pela vontade manifestada por Angola em aderir à comunidade dos países de língua inglesa (Commonwealth). “Estou muito satisfeita com a decisão de Angola em fazer parte da nossa comunidade. É extraordinário ver a união de todas as pessoas”, disse.

Parceria com a Arseg
Ainda ontem, a baronesa Lindsay Northover abordou com o presidente do Conselho de Administração da Agência Reguladora de Seguros (Arseg), Aguinaldo Jaime, as perspectivas de cooperação.
No encontro, Lindsay Northover abordou questões sobre o funcionamento da Arseg, em particular, do sector de fundos de pensões em Angola. Aspectos sobre principais características, desafios e oportunidades que o sector de seguros oferece aos parceiros internacionais e ao actual processo de diversificação da economia dominaram o encontro.

Foi analisada ainda a possibilidade de apoio técnico e a troca de experiências entre instituições congéneres dos dois países. A enviada especial para o Comércio da Primeira-Ministra britânica para Angola e Zâmbia, disse que existe um grande interesse do Reino Unido em cooperar com Angola.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com