Colisão entre comboios faz 17 mortos no Namibe

Dezassete pessoas morreram e catorze outras ficaram gravemente feridas, ontem, na sequência de uma colisão entre dois comboios de carga e de manutenção na localidade de Munhino, no troço entre as cidades do Lubango, província da Huíla, e Moçâmedes, no Namibe.

O director de marketing e comunicação dos Caminhos-de-Ferro de Moçâmedes disse que o acidente aconteceu às 06h30 minutos de ontem (terça-feira), quando as duas locomotivas colidiram presumivelmente por falta de comunicação atempada entre os técnicos em serviço.

A colisão envolveu duas locomotivas, sendo uma de carga que transportava granito oriundo do Lubango e outra de serviço de manutenção da linha férrea, tendo causado também danos materiais por calcular.

Jacob Hipólito explicou que depois do acidente, a Direcção dos Caminhos-de-Ferro e os governos da Huíla e do Namibe fizeram deslocar técnicos que prestaram no local socorro às vítimas, tendo os feridos sido imediatamente transportados para os hospitais gerais do Namibe e do Lubango, enquanto as famílias recebem apoios para os funerais dos seus entes queridos.

Explicou que a colisão nada tem a ver com as condições da linha férrea, tendo garantido que a mesma continua operacional para fazer circular os comboios com toda a segurança, apesar de as duas locomotivas envolvidas no acidente estarem parcialmente danificadas.

As autoridades locais criaram uma comissão técnica para averiguar as verdadeiras causas do acidente ferroviário e responsabilizar os culpados.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com