Crescimento da economia europeia abranda para 2,1% no 2.º trimestre

As economias da zona euro e da União Europeia (UE) cresceram 2,1% no segundo trimestre, abrandando o ritmo face aos primeiros três meses do ano, na comparação homóloga e ficando Portugal acima da média (2,3%), segundo o Eurostat.

Entre Abril e Junho, o Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro e o da UE cresceram 2,1% face ao mesmo período de 2017, abaixo dos 2,4% e 2,3%, respectivamente, registados no primeiro trimestre.

Já face ao trimestre anterior, o PIB da zona euro e o da UE subiram ambos 0,4%, mantendo na variação em cadeia o ritmo de crescimento económico registado entre Janeiro e Março para os dois blocos.

Na comparação homóloga – e entre os Estados-membros para os quais há dados disponíveis – Malta, (5,7%), Polónia (5,0%) e Hungria (4,6%) registaram as maiores taxas de crescimento no PIB e Dinamarca (0,6%), Itália (1,2%) e Reino Unido (1,3%) as mais baixas.

Face ao primeiro trimestre, as economias de Malta (1,9%), Estónia e Roménia (1,4% cada) foram as que mais avançaram, por oposição às da Dinamarca, Grécia, França e Itália (0,2% cada), onde se observaram as taxas mais fracas.

Em Portugal, o PIB avançou 2,3% face ao segundo trimestre de 2017 e 0,5% na variação em cadeia.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com