Delegação do Vaticano na China no final de Setembro, diz jornal chinês

O Vaticano poderá enviar uma delegação à China no final de Setembro, para uma visita que pode criar o caminho para um acordo histórico sobre a nomeação de bispos no país, segundo um jornal oficial chinês.

Santa Sé e Pequim não mantêm relações diplomáticas desde 1951 e cerca de 12 milhões de católicos chineses estão divididos entre uma igreja cujo o clero é aprovado pelas autoridades chinesas, e uma Igreja clandestina que apenas reconhece a autoridade do papa.

Macau e Hong Kong são os únicos locais em toda a China onde a autoridade papal na Igreja Católica Romana é aceite.

O jornal, que é próximo do Partido Comunista, também cita “uma fonte do Vaticano”, segundo a qual “uma figura proeminente da Santa Sé provavelmente visitará a China no final de Setembro”.

No entanto, de acordo com as fontes consultadas pelo Global Times, as negociações “permanecerão no nível religioso, e não será discutido (…) o estabelecimento de relações diplomáticas entre Pequim e o Vaticano.”

O Vaticano e a China poderão assim estar prestes a assinar um acordo em que o papa passa a poder nomear os bispos chineses.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com