Economia quebra 2,2% no primeiro trimestre de 2018

A Extracção e Refinação de Petróleo continua a ser a principal actividade

O Produto Interno Bruto (PIB) de Angola diminuiu 2,2% no primeiro trimestre do ano, em relação ao período homólogo de 2017, de acordo com dados anunciados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
As variações das actividades de Pescas (-12,8%), Comércio (-8,8%), Extracção e Refinação de Petróleo (-7,3%) e Extracção de Diamantes e outros minerais (-6,7%) face aos três primeiros meses de 2017 são, de acordo com o INE, os principais motivadores da queda do PIB do país.
A Extracção e Refinação de Petróleo continua a ser a principal actividade do PIB angolano, correspondendo a um terço (33%) deste valor, seguindo-se o Comércio, com 15%, e a Construção, com 12%.
Angola é o segundo maior produtor de petróleo em África, garantindo cerca de 1,6 milhões de barris de crude por dia.
Face ao primeiro trimestre de 2017, as actividades de Intermediação Financeira e de Seguros (+22,5%) e Electricidade e Água (+20,8%), foram as que registaram um maior aumento.
A diminuição do PIB angolano dificulta as perspectivas para 2018 do Governo angolano para este parâmetro.
A 21 de Junho, o ministro das Finanças de Angola, Archer Mangueira, disse esperar um crescimento de 2,2% do PIB para 2018.
“Portanto, depois de dois anos [2016 e 2017] de recessão económica, em 2018 o país vai regressar ao crescimento”, enfatizou na ocasião.
Várias consultoras e analistas prevêem que Angola apresente um crescimento económico entre 1,9% e 2,1% em 2018, influenciado pela subida da cotação internacional do petróleo bruto.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com