Ministro esclarece natureza de empréstimos financeiros

O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, esclareceu terça-feira, em Pequim, que não existem incompatibilidades com o facto de Angola estar actualmente a negociar um acordo financeiro com o Fundo Monetário Internacional (FMI), ao mesmo tempo que busca um acordo geral de cooperação financeira com a China, que deve ser assinado nos próximos meses.

“O acordo com o FMI é específico. No âmbito da nossa estratégia de saída da crise, tem um escopo definido e não pode aparecer como um factor inibidor de outras parcerias”, afirmou o ministro, acrescentando que “estaríamos muito mal se isso acontecesse.”

Manuel Augusto esclareceu que, com o FMI, o Executivo está a estabelecer contactos específicos. “Mas posso assegurar que em momento algum isso impedirá a nossa parceria ou o desenvolvimento de outras parcerias”, disse.
O ministro lembrou que a China é também membro do FMI e isso “é prova bastante de que o Estado angolano não está a fazer nada fora das regras estabelecidas em convenções aplicáveis à matéria.”

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com