Multidão em fúria impede mulheres de entrar em templo na Índia

Centenas de fiéis tentaram impedir, esta quinta-feira, a entrada de mulheres num dos templos mais sagrados do hinduísmo

Centenas de fiéis tentaram impedir, esta quinta-feira, a entrada de mulheres num dos templos mais sagrados do hinduísmo, o templo de Sabarimala, no estado de Querala, no sudoeste da Índia.

A polícia foi obrigada a intervir. Várias pessoas ficaram feridas.

Os tumultos tiveram início depois de várias mulheres terem tentado entrar no templo de Sabarimala que, desde uma decisão do tribunal estadual em 1991, estava interdito a meninas e mulheres entre os 10 e os 50 anos. Alguns religiosos consideram que as mulheres menstruadas são “impuras”.

O Supremo Tribunal da Índia suspendeu a proibição, em Setembro passado, afirmando que os princípios de igualdade devem ser aplicados independentemente da idade ou do género.

Todos os anos, cerca de 50 milhões de homens visitam o santuário que se acredita ter mais de oito séculos de existência.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com