Nova avaliação a activos dos bancos pode levar à “consolidação” da banca

O anúncio foi feito em Londres pelo governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano

Uma nova avaliação à qualidade dos activos dos bancos comerciais vai ser efectuada, podendo induzir à consolidação da banca por necessidade de adequação de capitais, anunciou o governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano, durante a cimeira “Africa Summit 2018”, que teve lugar em Londres, subordinada ao tema “Africa Means Business”. O encontro decorreu nos dias 7 e 8 do corrente mês e foi organizada pelo jornal Financial Times.

No painel dedicado a Angola, José de Lima Massano abordou os desenvolvimentos recentes da economia nacional, destacando os avanços mais relevantes no âmbito da implementação do Programa de Estabilização Macroeconómica, com ênfase nos domínios da política monetária e cambial e da organização e funcionamento do sistema financeiro, refere um comunicado divulgado pelo BNA.

O governador mencionou a adopção de regras mais eficazes de monitorização da banca, anunciando a realização de nova avaliação à qualidade dos activos dos bancos comerciais que poderá induzir à consolidação da banca por necessidade de adequação de capitais.

Participaram, igualmente, na “Africa Summit 2018” personalidades como o Presidente da República do Gabão, Presidente da República do Gana, Ministro da Administração Pública da África do Sul, Ministro das Finanças do Gana, Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comércio Internacional do Zimbabué, presidente do Banco da América, Mo Ibrahim fundador da Fundação Mo Ibrahim e Tony Blair, ex-Primeiro Ministro do Reino Unido.

À margem do evento, o Governador do BNA reuniu com operadores do mercado financeiro de Londres e investidores com interesse em Africa, em eventos organizados pela Chatam House e Africa Investors, tendo-se destacado as acções em curso que visam a melhoria do ambiente de negócios no país e o compromisso de estabilidade do sistema financeiro, incluindo o reforço do quadro normativo e operacional de combate ao branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com