Porto construído na China evoca sonhos de El Dorado em Camarões

Um polémico porto de US $ 1,3 Bilhão em Camarões abrirá o minério de ferro, algodão e outras commodities da região para os mercados mundiais.

Os guindastes de pórtico sentam-se no dockside no container terminal no porto de Kribi, Camarões.

Todos os dias, ao nascer do sol, Alain Eko caminha uma hora por uma trilha que corta a floresta costeira até a beira do que se tornará o maior porto de águas profundas da África central.

Eko, 34, está entre as centenas de trabalhadores migrantes que depositaram suas esperanças no projecto mais ambicioso de Camarões desde a independência, em 1960, que pretende transformar a sonolenta cidade pesqueira de Kribi em um centro industrial. Construído e financiado pela China, o projecto está ajudando as empresas chinesas a se firmarem em Camarões, cuja economia dependente do petróleo costumava ser dominada por empresas francesas e facilitou o acesso ao vizinho Chade e à República Centro-Africana.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com