Preço do petróleo corrige mas mantém-se acima de 75 dólares

O preço do petróleo mantém-se elevado. Em matéria de receita petrolífera Angola depende cada vez mais de de si, de como vai conduzir o sector

A realização de lucros pelos operadores na sequência de ganhos recentes fez o preço do Brent, referência das ramas angolanas, recuar ligeiramente terça-feira. Mas é possível que esta quarta-feira a subir e a dar indicações que poderá consolidar o preço acima dos 75 dólares o barril. Mesmo a correcção foi condicionada com os receios suscitados pelo apaziguamento das relações entre os Estados Unidos e o México , tendo sido anunciado um novo acordo comercial entre os dois países que substitui o Nafta e cujo espírito poderá alargar-se ao Canadá, um aliado tradicional dos Estados Unidos.

Esta terça, em maré de ajustamento, os futuros do petróleo Brent caíram 0,26 dólares, para 75,95 dólares por barril. A referência global tocou 76,97 dólares durante a sessão, um valor máxima desde 11 de Julho. Já o petróleo dos EUA (WTI) cedeu 0,34 dólar, fixando-se em 68,53 dólares.

Na semana passada, o Brent registrou 5,6% de ganho, enquanto o WTI subiu 4,3%. “O mercado precisava de uma correcção”, disse Phillip Streible, estratega de mercado na RJO Futures. As conversas entre EUA e o México para a revisão do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês) na segunda-feira impulsionaram o sentimento do mercado.

“Isso abre caminho para a indústria de energia nos dois países coexistirem livremente, o que deve ser bom para a demanda”, disse Bob Yawger, director de futuros na Mizuho.

A manutenção do preço do petróleo a níveis elevados favorece a economia angolana, desde que ganhos de eficiência  estejam assegurados e a exploração e produção relançadas, dispondo agora o sector de um novo quadro regulatório, designadamente através da criação de uma nova agência para o sector que vai desempenhar importantes funções, dantes atribuídas à concessionária.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com