Vendas de Angola a Portugal aumentam 331,2%

De Janeiro a Julho as vendas a Portugal atingiram quase 500 milhões de euros. Já as compras de Luanda a Lisboa registaram uma ligeira quebra, mas a balança comercial favorece Portugal

As compras de bens de Portugal a Angola subiram 331,2%, passando de 114,5 milhões de euros, de Janeiro a Julho de 2017, para mais de 494 milhões de euros, no mesmo período deste ano.
De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) português, compilados pela Lusa, a subida das compras portuguesas de produtos angolanos só é ultrapassada, no espaço lusófono, pela subida referente às vendas da Guiné-Bissau a Portugal, mas o volume é bastante inferior.
Nos primeiros sete meses do ano passado, as vendas de produtos guineenses subiram 373,2%, passando de 52,8 milhões de euros para quase 250 milhões de euros, nos primeiros sete meses deste ano.
A forte subida de Angola e também da Guiné-Bissau, embora em menor volume, contribuíram para o aumento acima de 270% no total das compras de Portugal aos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), que chegou quase a 520 milhões de euros nos primeiros sete meses deste ano.
As exportações de Portugal para Angola, por seu turno, tiveram uma ligeira quebra, mantendo-se perto de 875 milhões de euros, o que manteve a balança comercial largamente favorável a Portugal.
No total, as importações de produtos lusófonos subiram 271,8%, tendo passado de 139,7 milhões, de Janeiro a Julho de 2017, para 519,6 milhões de euros nos primeiros sete meses deste ano.
Em sentido inverso, as vendas de Portugal aos PALOP diminuíram 13,4%, tendo descido de 1,39 mil milhões para 1,2 mil milhões, de Janeiro a Julho deste ano.

Artigos relacionados

DESTAQUE OPINIÃO

OS TROCOS MAIS SUJOS QUE A ELITE “DOS SANTOS” DEIXOU PARA ANGOLA

Actualmente falar de Angola no contexto político, económico e social, tornaram-se “cláusulas” cada vez mais desconfortantes atendendo a porção de pancadas a que este povo é submetido constantemente e que no fim do dia não sabe onde mais se segurar, uma vez que a policia não está na rua para oferecer chocolates nem rebuçados!

Ler mais »

© All rights reserved

Made with ❤ by rotasweb.com